Irreversível (Irréversible, 2002) ³ ³ ³ ³



A designação de um processo que, após a sua concretização, num determinado sentido, e que não pode voltar ao seu estado primitivo dá-se o nome de irreversível. O nome do filme é totalmente coerente com, absolutamente, tudo. Mas, o que interroga o filme francês é: o que um filme precisa para você considerá-lo um longa de horror? Sustos? Sentir medo? Ou sentir em seu interior uma angústia e perturbação extrema? (...) Irréversible é vendido como um drama, sim, ele é dramático, mas tão profundo que é transformado em um filme chocante.

Existem histórias, sejam elas, lendas, relatos, piadas e outros diálogos que, quando bem contados , são enfáticos, mesmo tendo uma base simples. Aqui, não temos termos tão ocultos (embora existam) que deixam a narrativa tão interessante, mas sim, a maneira com que é contada. Gaspar Noé é um bom contador de histórias. Há uma interação com o espectador, primeiro pelas sensações incomodas, depois pelo seu estilo de filmagem em que Noé faz um trato com você em que, quando a câmera gira, ocorre uma mudança no foco da história. Criativíssimo.

Temos três protagonistas. Mônica Belluci (Alex), Vicente Cassel ( Marcus) e o francês Albert Duponel ( Pierre). Ambos com atuações fortes. Cassel expõe a diferença de seu estado de espírito. Duponel mantêm uma boa constante e Belluci, se quisesse parar de trabalhar já poderia, pois ,através de uma cena, já entra para o “Hall” cinematográfico. Alguém ainda duvida de sua capacidade?

Noé consegue suas façanhas. A começar por embutir duas cenas para a história do cinema. A fortíssima cena do extintor e a fenomenal parte do estupro. A do objeto eu voltei três vezes, a da agressão sexual pausei, sai e voltei, abaixei o volume, desviava o olhar, passava a mão no rosto, pensei várias vezes em passar à diante , mas resisti ao ódio que sentia , a angústia, perturbação, tudo que é de ruim veio a fluir. Depois, passado os efeitos só falei... Fantástico.

Outro primor do Diretor é a desconstrução dos personagens. É decrescente a personalidade de ambos, digamos assim. Inovador. E o sistema de filmagem é real e original em que também tem haver com o título, assim como faz parte do incômodo que Gaspar passa desde o inicio. E suas tomadas são extraordinárias. Edição primorosa e impactante . Perfeito. Palmas para Noé.

O que reparar? Gaspar faz do sexo um paradoxo. O sexo no começo com um sentimento de nojo. De embrulhar o estômago. Porém, próximo ao desfecho, em um ambiente semelhante, não tem o mesmo repúdio. Outra pequena curiosidade é que temos uma figura chamada “Tênia” que está relacionada ao bar “Rectrum”, Tênia: parasita intestinal. Rectrum: reto;ânus. Que coisa, não? (...) Irreversível é lotado de “Deja-vu”, o que mais gostei foi que, no final, que não era bem o desfecho, Alex está de bruços e mão na boca enquanto conversa com Marcus, cujo não sente o braço direito... Quem viu, creio que ligará à algo, quem não viu , fica aqui a recomendação.

As falhas ficam por certas bobeiras no roteiro. Alex passar num túnel vazio em um local podre de Paris, ficou “clichêzinho”. Mas, como já disse, a maneira com que a narrativa é contada é ótima e supera isso. O filme intriga, perturba e choca, sem apelar para algo gratuito. A história é uma Montanha-russa cheia de anéis, em que ela roda em um e vai para outro, sem perder o ritmo e a emoção. Sentimento esse, a “emoção”, que com o belo epílogo, pode vir à tona reparando que a busca por vingança de seu “marido” é romântica. Real. Pois a vingança é um direito humano, e quando obtém amor, é mais justo ainda, no mais é irreversível.
.
.
Onde encontrá-lo: Em algumas locadoras

5 Response to "Irreversível (Irréversible, 2002) ³ ³ ³ ³"

  1. Ótimo texto. O filme é maravilhoso, na minha opinião...

    www.cineart2.blogspot.com

    Fantástico foi a palavra mais justa, depois que eu terminei de vê-lo. Com certeza , levarei Irreversível na minha mente, embora, não vou revê-lo com muita frequência, devem saber o porquê. (rs)

    Julien says:

    A análise é boa, a critica precisa ser um pouuco mais imparcial e o texto precisa melhorar muito.

    Há uma máxima que diz CUIDADO COM A VÍRGULA.

    Seu texto tem vírgula demais, falha de construção frasal,
    isso empobrece o conteúdo e atrapalha a leitura.

    Considere essas questões com olhar crítico, de forma construtiva,
    mas continue o trabalho.
    Abraço

    Mob CRanb says:

    Gostei do filme. A pessoa fica meio zonzo tanto pelas câmeras qto pela história. Dos curtas que precedem Irreversível, conheço apenas "Carne" que tbém é muito bom e forte.Boa sorte com o blog!

    Mob Cranb says:

    Gostei do filme. A pessoa fica meio zonzo tanto pelas câmeras qto pela história. Dos curtas que precedem Irreversível, conheço apenas "Carne" que tbém é muito bom e forte.Boa sorte com o blog!

Powered by Blogger