The Signal


A infecção é a loucura.


"O dia está morrendo, grande sorriso representam para a câmara.

Um gigantesco passo para a sua espécie.

Você é um dos tipos".


E começam todos a matar todos, por “auto-motivos”.

"O céu está caindo. É chegado a hora de esmagar-nos e deixar-nos nosso sangue afogar, Embora apenas um som. "

Até o ótimo epílogo incógnito.

"...Eu vou precisar do seu nome e telefone E água para quem está morrendo lentamente... "


Da mesma maneira que eu não vivo, ou trabalho, sem celular, telejornal e música, “The Signal” não sobreviveria a ser um bom filme, pois eles são a razão. As armas. Original, o filme não rebaixa a sua idéia, e aumenta a sua capacidade, mesmo sendo simples e despretensioso. Faz-nos ser retrógados, e relembrar clássicos do gênero (Re-animator, O Iluminado, O Massacre da serra elétrica, A noite dos mortos-vivos...) e nos sentir bem com um ótimo humor-negro e um roteiro hipnotizante.

Deixem os loucos com os loucos. É essa a desenvoltura de uma narrativa, dividida em três capítulos, compostas por cenas criativamente tensas, um humor-negro otimamente usado e mais uma vez presenteia os fãs do gênero com lembranças dos tempos em que a mistura de humor e terror, de retesados a alegres, eram perfeitamente bem feitos, mesmo com um orçamento baixo, como o do próprio filme (U$ 50.000).

“The Signal” é tudo o que “Diary of the Dead” poderia ser. Às vezes, temos a impressão de estarmos vendo um filme do Romero em pleno o século XXI, porém em sua forma antiga. Críticas a sociedade quanto à facilidade dos meios de comunicação, além da câmera nos aparentar certo amadorismo convincente e nada irritante. Cenas violentas muito bem feitas, e um gore em que mais uma vez nos faz voltar ao passado. Um elenco surpreendente, não por nos apresentar atuações fantásticas, mas pela “ética” do filme, todos fazem um excelente trabalho. A trilha sonora do filme é fantástica. Original. Pois algumas ali foram feitas para o próprio filme, apenas uma que não, Leave do Heavens ( Cujo os trechos entre aspas fazem parte da música)

O filme é um bom sinal de que se pode fazer filmes como antigamente.

Sintam a tensão e divirtam-se.

.

.

Cotação: ³ ³ ³ ³ (Filme ótimo)
Sem data prevista para estréia.

2 Response to "The Signal"

  1. Um belo filme e que também já comentei em meu blog. Adicionei o seu na minha lista de blogs.
    Abraço!

    Já me recomendaram esse filme umas cinco vezes. Quem sabe agora eu vejo depois de uma crítica tão positiva!

    Saudações cinéfilas!

Powered by Blogger