Oscar 2009: Frost/Nixon


Pela situação no Oscar (Ou seja, sem comparações sobre suas histórias, algo no inteior do filme, mas sim se tratando do festival) , “O Curioso caso de Benjamin Button” lembra “Forrest Gump”, “Quem quer ser um Milionário?” me lembra “Crash – no limite” e “Frost/Nixon” lembra “Conduta de Risco”.
.
Sendo isso bom ou ruim, a mesma situação do ano passado aos quais alguns filmes superiores poderiam entrar no lugar de “Conduta de Risco”, neste Oscar, outros longas se enquadrariam perfeitamente entre os cinco candidatos no lugar de Frost/Nixon – só para aumentar a tristeza de ver “O Cavaleiro das Trevas” fora e principalmente Ron Howard e não Christopher Nolan como melhor direção. Diferente dos outros filmes que citaram ou pautaram o caso de Watergate,( Como Todos os Homens do Presidente, Todas as garotas do presidente, “Forrest Gump” e “Nixon”) a histórica entrevista do presidente Richard Nixon a David Frost é colocada em foco na narrativa. Após perceber que pouca coisa importa no filme a não ser as esperadas interrogações entre outros elementos significativos, é de se pensar bem se O Leitor (The Reader) é mesmo a zebra no Oscar de 2009.
.
Com a narrativa toda jogada a mercê do elenco, Michael Sheen representa uma celebridade, conhecido apenas por ser conhecido e muda completamente sua vida ao entrevistar e intrigar Richard Nixon, o presidente na pele da atuação poderosa de Frank Ângela que trabalha com uma facilidade incrível, principalmente nos melhores momentos do filme (que ficam absolutamente todos na entrevista) ao confrontar-se com Sheen, mas tem aquela pedra chamada Kevin Bacon que está “a procura da atuação perfeita” há tempos e o coitado nunca consegue sair do convencional. Howard tem momentos de baixa profundidade em vários espaços, principalmente e de maneira grave no ato final. Ao construir as negociações pré-entrevista, o que obviamente foi necessário, se tornou circunscrito demais tanto na introdução, quanto ao relatar a política de Nixon. De resto, trilha sonora quase impercebível e alguns elementos tradicionais.
.
Correto e com alguns bons momentos, mas que beira a normalidade.
.
.
Cotação: ロロロ (Filme Bom)

5 Response to "Oscar 2009: Frost/Nixon"

  1. Hehehe, eu faço parte do pequeno grupo que defende completamente as indicações de "Conduta de Risco" (acho até que merecia levar roteiro, além de atriz coadjuvante) e com "Frost/Nixon" ocorreu a mesma coisa. Um dos melhores do ano!

    Filmes políticos raramente me agradam quando não se tratam de paródias ou de um suspense que não seja damasiadamente burocrático. Mas este "Frost / Nixon" está sendo bem exautado pela maioria.

    Eu também achei ótimo Conduta de Risco, mas sobre Frost/Nixon, acredito eu que roubou a vaga de O Lutador ... é sem condições mesmo ...


    E sim, quando teremos um debate sobre Bashir fella?
    Abraços!

    Jhonny,

    Falta-me tempo, rapaz. A faculdade já começou portanto esta bem complicado mesmo. Mas, final de semana nos falamos melhor sobre a Obra-prima que é Valsa com Bashir.

    Abraços!

    Wally says:

    Gosto de filmes do nipe, tanto que adoro "Conduta de Risco". Quero muito conferir este aí.

    Ciao!

Powered by Blogger